.
 
 
Há limite para exposição dos olhos. Você conhece o seu?
 
+ Saúde
 
     
   

Tamanho da fonte:


31/08/2009

Há limite para exposição dos olhos. Você conhece o seu?

Veja o que diz a oftalmologista do Hospital Banco de Olhos sobre o assunto

Usar o computador diariamente faz parte da vida de muitas pessoas. Crianças, adultos, jovens e idosos fazem dos PC's um de seus instrumentos de trabalho e lazer. Porém, passar horas seguidas na frente da tela pode causar sérios danos.

Duas horas diárias no computador: é possível?

A oftalmologista Sheila Paula Mocellin, do Hospital Banco de Olhos, conta que é comum receber pacientes com queixa de fadiga visual. “Numa análise criteriosa do paciente, percebe-se que o uso inadequado ou excessivo de computadores e videogames pode gerar este problema. Os usuários que permanecem por mais de duas horas por dia têm mais risco de desenvolver sintomas”, afirma.

Consequências

Ardência, olhos vermelhos, dores de cabeça, sensação de areia nos olhos e desconforto ocular são algumas das queixas mais comuns. Piscar menos, ou praticamente não o fazer, também é uma consequência do uso excessivo dos equipamentos, favorecendo o ressecamento ocular e dando margem ao aparecimento dos sintomas.

A especialista destaca a miopia transitória como o problema que exige mais atenção. A doença é provocada pelo excessivo esforço para enxergar de perto e manifesta-se, principalmente, em crianças. É caracterizada pela dificuldade temporária de enxergar de longe, que pode durar meses ou tornar-se permanente. A regressão (ou cura) se dá com a modificação dos hábitos em relação ao uso dos eletrônicos.

Caso os pais suspeitem de que a criança está com dificuldade de enxergar, devem procurar um oftalmologista. “O ideal é que, a cada hora na frente do computador, os pequenos descansem de 15 a 30 minutos. E os pais devem lembrar que o computador em casa está preparado para os adultos.

Recomendações

O correto é que a criança fique com a cabeça reta e distante, pelo menos, 60 centímetros da tela. Além disso, é recomendável o uso de monitores maiores”, orienta Scheila.

Os adultos também devem ter atenção quanto diagnosticarem algum dos sintomas descritos. No ambiente de trabalho, é fundamental que a iluminação seja adequada. O uso de “camadas de luz” é necessário, ou seja, além da lâmpada fluorescente (a mais indicada), é importante que haja uma fonte extra de luz, como abajures ou luminárias. O computador também não deve ficar de frente ou de costas para janelas, pois a luminosidade causa ofuscamento e reflexos.

Leôncio Queiroz Neto, oftalmologista do Instituto Penido Burnier, de Campinas (SP), publicou estudo que avaliou 1.247 usuários do equipamento. Destes, 71% dos adultos apresentaram fadiga visual e 30% das crianças foram diagnosticadas com miopia transitória. A pesquisa mostra que o problema é o mau uso dos computadores. Sheila confirma: “O computador e os videogames não são os vilões da visão, mas sim, sua utilização excessiva ou inadequada”.
 


Autor: Assessoria de Imprensa do HBO-POA
Fonte: Jornal Olhar, Jun. 2009.

Imprimir Enviar link

Solicite aqui um artigo ou algum assunto de seu interesse!

Confira Também as Últimas Notícias abaixo!

 
 
 
 
 
 
 
Facebook
 
     
 
 
 
 
 
Newsletter
 
     
 
Cadastre seu email.
 
 
 
 
Interatividade
 
     
 

                         

 
 
.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - R. Dr. Flores, 263 - Centro Porto Alegre - RS, 90020-120
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 3779.0602