.
 
 
Orizon alerta que, de acordo com estudos, abril pode ser o mês mais crítico para a dengue
 
+ Saúde
 
     
   

Tamanho da fonte:


15/04/2015

Orizon alerta que, de acordo com estudos, abril pode ser o mês mais crítico para a dengue

Estudo inédito constata um pico da incidência da doença neste mês

A Orizon – empresa líder em serviços para os segmentos de saúde, seguros e benefícios – finalizou um estudo inédito sobre a incidência da dengue nos últimos dois anos (2013 e 2014). O universo pesquisado em cada ano é superior a 13 milhões de pessoas que têm planos de saúde. Em 2013, foram 13.204.594 pessoas pesquisadas, sendo que 57.346 tiveram dengue. Já em 2014, foram 13.451.426 pesquisadas com 45.557 casos da doença.

Nos dois anos, o mês de abril dispara em número de ocorrências notificadas, sendo 16.593 em 2013 e 14.875 no ano passado. Pelo coeficiente de incidência da doença que faz a relação de casos por 10 mil habitantes foram 12,57 casos em 2013 contra 11,06 no ano passado. O custo médio de tratamento da doença foi de R$ 482,62, e contempla os gastos hospitalares, como diárias de internações, honorários médicos, custo de procedimentos e medicamentos.





Os Analistas de Inteligência em Saúde, César Venâncio e Juline Louise Thiem, lembram que como a doença não tem um medicamento específico para cura, os medicamentos prescritos são apenas para aliviar os sintomas. Segundo o levantamento da Orizon, nos dois anos, o medicamento mais indicado foi a dipirona, seguido pelo dimenidrinato associado com piridoxina e, por último, a ranitidina.

A Orizon oferece, para as empresas, consultoria em Economia da Saúde e levantamentos, como este sobre a dengue, que podem fundamentar avaliações e direcionamento de investimentos em prevenção. Os estudos em fármaco-economia são elaborados com base no maior banco de dados da saúde suplementar do país, que contempla 18 milhões de vidas. Os trabalhos da Orizon têm reconhecimento internacional da ISPOR (Intenational Society for Pharmacoeconomics and Outcomes Research), o maior fórum mundial fármaco-econômico do mundo. Nas edições dos últimos três anos, a Orizon teve 10 estudos apresentados.

Sobre a Orizon

A Orizon trabalha há mais de 15 anos para simplificar o setor da saúde, gerando mais eficiência e resultados para os clientes através de suas soluções em: Transformação de Processos, Conectividade, Benefícios em Saúde e Inteligência em Saúde.

Hoje, um em cada três usuários do sistema de saúde privado se beneficia com as soluções da Orizon. São mais de 18 milhões de pessoas, conectadas a 130 mil prestadores e a 9.000 farmácias, efetuando mais de 140 milhões de transações por ano. Além disso, são processados mais de 40 milhões de sinistros e contas médicas neste mesmo período, trazendo importante ganho operacional para os clientes.

Devido a esse grande volume de dados, a Orizon é capaz de gerar informações estratégicas para o mercado, e assim auxiliar na tomada de decisão das empresas e agregar valor na gestão de saúde da população do país.


Autor: Vanessa Brauer
Fonte: DOC

Imprimir Enviar link

Solicite aqui um artigo ou algum assunto de seu interesse!

Confira Também as Últimas Notícias abaixo!

 
 
 
 
 
 
 
Facebook
 
     
 
 
 
 
 
Newsletter
 
     
 
Cadastre seu email.
 
 
 
 
Interatividade
 
     
 

                         

 
 
.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - R. Dr. Flores, 263 - Centro Porto Alegre - RS, 90020-120
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 3779.0602