.
 
 
Chegada do verão traz alerta para conscientização e prevenção do câncer de pele
 
Notícias
 
     
   

Tamanho da fonte:


10/01/2017

Chegada do verão traz alerta para conscientização e prevenção do câncer de pele

Além do uso de protetor, cuidados também devem ser observados com relação à exposição solar

O crescente aumento dos casos de câncer de pele, do tipo Não Melanoma, é preocupante e a patologia já é a de maior incidência no Brasil. Segundo o presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia, secção Rio Grande do Sul, e associado da Associação Médica do Rio Grande do Sul (AMRIGS), Gustavo Gonçalves Costa Pinto Correa, o momento é de conscientizar a população para a prevenção da doença e por isso, este mês é reconhecido como "Dezembro Laranja".

- A prevenção não se limita somente ao uso de protetor solar. É necessária precaução na exposição ao sol, visto que o efeito da radiação é acumulativa podendo causar dano nas células da pele - explica.

O uso de protetor solar, inclusive, deve ser feito diariamente, conforme orienta o dermatologista. De acordo com ele, muitas pessoas acreditam que o cuidado deve ser feito somente na praia ou na piscina, quando também deve ocorrer na cidade, principalmente por aqueles que estão sob ação direta do sol. O produto deve ser aplicado duas vezes por dia.

Ainda entre as orientações do dermatologista estão evitar exposição solar entre 10h e 16h; utilizar chapéus e bonés; optar por roupas que não deixem a pele exposta; usar guarda-sol na beira da praia e sombrinha com tecido grosso. O cuidado deve ser mantido também em dias nublados, ventosos e de mormaço, visto que a radiação permanece através das nuvens.

É necessário, também, evitar as queimaduras na pele, pois elas podem abrir precedentes para o desenvolvimento do câncer. A população deve estar atenta, ainda, às feridas e machucados que não cicatrizam e às pintas que começam a aumentar e cujas bordas ficam indefinidas. A indicação, de acordo com Correa, é realizar uma revisão com um dermatologista pelo menos uma vez por ano.

De acordo com o médico, entre os diversos tipos de câncer de pele, é possível destacar o basocelular, cujo tratamento é simples e não apresenta metástase, e o melanoma, mais agressivo, podendo levar à morte.

Neste ano, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e o Datafolha divulgaram uma pesquisa sobre os hábitos dos brasileiros com relação à prevenção da doença. De acordo com o estudo, 70% da população acima de 16 anos se expõe ao sol de forma intencional; 63% não utilizam o protetor solar diariamente; e mais de 4% não se protege quando está na praia ou piscina.

A projeção do Instituto Nacional de Câncer (INCA) é que 176 mil novos casos de câncer de pele não melanoma serão registrados no Brasil em 2016.

Através da campanha "Saúde Preventiva: Pratique essa ideia", a AMRIGS também aderiu às ações do Dezembro Laranja. Na instituição, o outdoor conta com a cor da iniciativa, de forma a incentivar a prevenção do Câncer de Pele à população.  


Autor: Francine Malessa
Fonte: Play Press

Imprimir Enviar link

Solicite aqui um artigo ou algum assunto de seu interesse!

Confira Também as Últimas Notícias abaixo!

 
 
 
 
 
 
 
Facebook
 
     
 
 
 
 
 
Newsletter
 
     
 
Cadastre seu email.
 
 
 
 
Interatividade
 
     
 

                         

 
 
.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - R. Dr. Flores, 263 - Centro Porto Alegre - RS, 90020-120
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 3779.0602