.
 
 
Alcoolismo e bipolaridade podem contribuir mais para comportamento suicida do que a depressão
 
Notícias
 
     
   

Tamanho da fonte:


13/05/2018

Alcoolismo e bipolaridade podem contribuir mais para comportamento suicida do que a depressão

Em evento promovido pela Associação Médica do Rio Grande do Sul (AMRIGS), especialista explicou a profissionais da saúde como estas doenças podem se manifestar e levar alguém a tirar a vida

A depressão pode contribuir para o comportamento suicida, mas, sozinha ela não é suficiente. Desta forma, estudos apontam para o alcoolismo e para a bipolaridade como fatores que contribuem para a vontade de tirar a própria vida. Quem anunciou a descoberta foi o psiquiatra Rafael Moreno Ferro de Araújo durante a edição da Caravana AMRIGS, em Dom Pedrito, na sexta-feira (04/05).

- A bebida alcoólica deixa a pessoa com juízo crítico reduzindo, o que contribui para a tomada de decisões ou para um comportamento que não teria caso estivesse sóbria. Muitas vezes se tem a ideia, mas não a intenção de tirar a vida. É importante destacar, também, que por trás do alcoolismo existe um trauma, uma decepção, e isso pode agravar a depressão – explicou Araújo.

Após analisar outros aspectos que podem contribuir para o comportamento suicida, o médico contou que em breve deve ser publicado um estudo direcionado para compreender o que existe entre quem pensa e quem realmente tenta o suicídio.

Com relação à bipolaridade, o palestrante da Caravana AMRIGS afirmou que a correta identificação e tratamento da doença são essenciais para garantir o bem-estar do paciente. De acordo com Rafael Araújo, ainda existe uma dificuldade ao acesso do atendimento psiquiátrico em algumas regiões, cabendo ao clínico geral identificar os sintomas. Comumente confundida com a depressão, a patologia quando tratada com antidepressivos pode gerar o efeito contrário e influenciar no suicídio.

A Caravana AMRIGS, coordenada pelo médico Bernardo Aguiar, tem como objetivo difundir o conhecimento e promover melhorias na saúde, refletindo também nas condições sociais, políticas, organizacionais e econômicas da sociedade e classe médica. Para agendar uma edição na sua cidade, entre em contato pelo telefone (51) 3014 2007, com Maria da Graça Schneider. 


Autor: Francine Malessa
Fonte: Play Press

Imprimir Enviar link

Solicite aqui um artigo ou algum assunto de seu interesse!

Confira Também as Últimas Notícias abaixo!

 
 
 
 
 
 
 
Facebook
 
     
 
 
 
 
 
Newsletter
 
     
 
Cadastre seu email.
 
 
 
 
Interatividade
 
     
 

                         

 
 
.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - R. Dr. Flores, 263 - Centro Porto Alegre - RS, 90020-120
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 3779.0602