.
 
 
AMRIGS sedia evento Sul-brasileiro sobre manejo da dor
 
Educação
 
     
   

Tamanho da fonte:


24/08/2018

AMRIGS sedia evento Sul-brasileiro sobre manejo da dor

De acordo com a Sociedade Brasileira para Estudo da Dor (SBED), quatro em cada dez brasileiros sofrem com algum tipo de dor crônica

Além de doenças que causam distúrbios no organismo e lesões musculares, o estresse, um dos grandes males do século 21, também pode refletir em dores físicas no corpo. Diante deste contexto social, no qual patologias crônicas se entrecruzam com situações pontuais, o interesse pelo tema da dor vem atraindo cada vez mais profissionais da área da saúde, resultando em eventos específicos para debater a questão. A Sociedade Gaúcha para o Estudo da Dor (SOGED) realiza o V Congresso Sul-Brasileiro de Dor e o I Congresso Gaúcho de Cuidados Paliativos.
 
Durante a solenidade de abertura, na sexta-feira (24/08), o presidente da AMRIGS, Alfredo Floro Cantalice Neto, destacou a situação da Região Sul do Brasil que, de acordo com dados da própria Sociedade Brasileira para Estudo da Dor (SBED), concentra a maior quantidade de pacientes com dor crônica, no Brasil.
 
- Com o aumento expressivo de diagnósticos nos últimos anos, é importante disponibilizarmos espaços para a promoção de debates científicos para aprimorar o conhecimento dos profissionais e de pesquisadores, oferecendo opções para o bem-estar dos pacientes. Além disso, devemos estar atentos às mudanças culturais, que refletem na saúde da população, pois já sabemos que os hormônios do estresse, como cortisol, aumentam a percepção da dor - comentou Cantalice Neto.
 
A pesquisa divulgada pela SBED no ano passado aponta que a cada dez brasileiros, quatro sofrem com algum tipo de dor crônica. A maioria destas pessoas (37%) é mulher, vive nas regiões Sul e Sudeste, tem, em média, 41 anos e a intensidade da dor que sentem é forte o suficiente para atrapalhar as suas atividades.
 
O presidente da SOGED e do evento, Edilson Machado, afirmou que as mudanças exponenciais, em diferentes contextos, estão mais intensas e evidentes na ciência e na medicina. Ele ainda relatou o surgimento de equipes multidisciplinares engajadas no atendimento, ensino e pesquisa, na busca pelo melhor tratamento.
 
- O programa traz temas atuais, com os mais recentes estudos e tendências no manejo da dor. Além disso, estamos em sintonia com a Associação Internacional de Estudos da Dor (International Association for the Study of Pain (IASP), que escolheu 2018 como o ano global da excelência na educação em dor – explicou Machado.

O V Congresso Sul-brasileiro de Dor e I Congresso Gaúcho de Cuidados Paliativos ocorre nos dias 24 e 25 de agosto. 


Autor: Francine Malessa
Fonte: Play Press

Imprimir Enviar link

Solicite aqui um artigo ou algum assunto de seu interesse!

Confira Também as Últimas Notícias abaixo!

 
 
 
 
 
 
 
Facebook
 
     
 
 
 
 
 
Newsletter
 
     
 
Cadastre seu email.
 
 
 
 
Interatividade
 
     
 

                         

 
 
.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - R. Dr. Flores, 263 - Centro Porto Alegre - RS, 90020-120
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 3779.0602