.
 
 
Seminário celebra 40 anos da Paleoparasitologia
 
Educação
 
     
   

Tamanho da fonte:


16/02/2019

Seminário celebra 40 anos da Paleoparasitologia

A atividade é aberta a todos os interessados e não necessita de inscrição prévia

O Departamento de Endemias Samuel Pessoa da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Densp/Ensp/Fiocruz) promoverá na quinta-feira, 21 de fevereiro, seminário comemorativo aos 40 anos da Paleoparasitologia. Na ocasião será inaugurada a Coleção Paleoparasitológica e de Fezes Recentes de Animais (CPFERA). A atividade é aberta a todos os interessados e não necessita de inscrição prévia. O evento acontecerá no auditório do Museu da Vida, a partir das 9h. A paleoparasitologia é ciência que estuda a presença de parasitos em animais extintos e múmias pré-colombianas. O termo foi criado pelo pesquisador emérito da Fiocruz, Luiz Fernando Ferreira (in memoriam), reconhecido internacionalmente.

O livro Fundamentos da Paleoparasitologia, organizado por Luiz Fernando em parceria com Adauto Araújo (in memoriam) e Karl Jan Reinhard, foi vencedor do Prêmio Jabuti em 2012, na categoria Ciências Naturais. A publicação é a primeiro do mundo a traçar um histórico da paleoparasitologia, para definir a ciência voltada ao estudo dos parasitos no passado. Apesar de existir há mais de três décadas, esta vertente científica ainda é desconhecida da maior parte das pessoas. Além disso, ainda hoje, causa estranhamento devido aos seus materiais de estudo um tanto exóticos: excrementos fossilizados - os chamados coprólitos -, corpos mumificados, ossos e tecidos fossilizados de humanos e animais, além de insetos fossilizados e conservados no âmbar.

A obra traz uma síntese de tudo o que foi estudado sobre o tema nos últimos 30 anos e engloba questões técnicas e avanços dos estudos com a inclusão da biologia molecular no campo. A publicação se divide em quatro partes: os parasitos, hospedeiros humanos e o ambiente; vestígios de parasitos preservados em diversos materiais, técnicas de microscopia e diagnóstico molecular; o encontro de parasitos em material antigo: uma visão paleogeográfica; e estudos especiais e perspectivas.

No âmbito da Fiocruz, o Laboratório de Paleoparasitologia estuda a origem e evolução das infecções parasitárias, pelo encontro de parasitos, ou seus vestígios, em material arqueológico ou paleontológico, especialmente em múmias. 


Autor: Redação
Fonte: FIOCRUZ

Imprimir Enviar link

Solicite aqui um artigo ou algum assunto de seu interesse!

Confira Também as Últimas Notícias abaixo!

 
 
 
 
 
 
 
Facebook
 
     
 
 
 
 
 
Newsletter
 
     
 
Cadastre seu email.
 
 
 
 
Interatividade
 
     
 

                         

 
 
.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - R. Dr. Flores, 263 - Centro Porto Alegre - RS, 90020-120
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 3779.0602