.
 
 
Aleitamento materno não deve ser interrompido durante a pandemia
 
+ Saúde
 
     
   

Tamanho da fonte:


19/08/2021

Aleitamento materno não deve ser interrompido durante a pandemia

Segundo a OMS, até agora, o vírus da Covid-19 não foi encontrado no leite materno. Especialistas da Unimed Porto Alegre alertam sobre a importância do ato, principalmente, no cenário atual

Os benefícios da amamentação já são conhecidos e disseminados. Porém, com a pandemia, muitas mães ficaram com dúvidas e receios sobre amamentar e os riscos do ato em relação a transmissão da Covid-19. “O leite materno contém inúmeros benefícios e é uma das principais maneiras de aumentar a imunidade do bebê, que conta com um sistema de defesa ainda incompleto. Em meio à pandemia, isso se torna ainda mais importante e necessário”, reforça a médica coordenadora do Viver Bem, da Unimed Porto Alegre, Sílvia Kretzer. O aleitamento materno é tão importante para o bebê que deve ser em livre demanda, permitindo que ele mame sempre que precisar, até o primeiro ano de vida da criança. 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) também já enfatizou que os benefícios da amamentação superam os riscos de transmissão da Covid-19 de mãe para filho. De acordo com a enfermeira e integrante da equipe do Viver Bem, Dione Patricia Braga, as medidas de higiene são fundamentais para a proteção do lactente. “É recomendado lavar as mãos ou utilizar álcool em gel 70% antes de tocar o bebê. Para mamães contaminadas ou com algum risco é indicado o uso de máscara de alta proteção, alerta Dione. A enfermeira reforça ainda que os benefícios da amamentação vão além da alimentação, incluindo o desenvolvimento neuropsicomotor do recém-nascido. “É importante que se mantenha as consultas de revisão com pediatra para que os pais possam sanar as dúvidas referentes ao desenvolvimento e a saúde da criança, principalmente neste período de pandemia.” 

Em Porto Alegre foi liberada a vacinação em lactantes contra a Covid-19. Mulheres que amamentam até 12 meses podem procurar os pontos de vacinação para receber a dose da vacina. A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), por meio de seus Departamentos Científicos de Imunização, Infectologia e Aleitamento Materno, realizou uma revisão sobre os dados disponíveis e orientou a vacinação contra a Covid-19 para lactantes. Além de proteger a mãe, o documento afirma que “o leite materno contém anticorpos (IgA secretória contra o SARS-CoV-2) que poderiam potencialmente proteger o bebê amamentado”. O documento completo pode ser consultado aqui

Viver Bem promove atividade em alusão ao mês do aleitamento materno 

No dia 23 de agosto, a partir das 17h30, a enfermeira e integrante da equipe do Viver Bem, Dione Patricia Braga e a fonoaudióloga Caroline Andrade Barboza, ministram a atividade AMARmentar: Dicas para uma amamentação tranquila e correta. O momento será em alusão ao mês do aleitamento materno, que acontece em agosto, e abordará a importância da amamentação e das orientações de profissionais de saúde referente à pega correta, sucção, cuidados com as mamas e enfrentamento das dificuldades. 

A atividade é gratuita e aberta à comunidade, e acontece por meio de plataforma virtual. As inscrições devem ser realizadas pelo blog https://www.unimedpoa.com.br/blogviverbem/agenda, onde é possível encontrar as demais atividades oferecidas pelo Viver Bem. Após inscrever-se, o participante receberá um e-mail com a confirmação e orientações para acesso. 


Autor: Lidiane Blanco
Fonte: Assessoria de Imprensa

Imprimir Enviar link

Solicite aqui um artigo ou algum assunto de seu interesse!

Confira Também as Últimas Notícias abaixo!

 
 
 
 
 
 
 
Facebook
 
     
 
 
 
 
 
Newsletter
 
     
 
Cadastre seu email.
 
 
 
 
Interatividade
 
     
 

                         

 
 
.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: mappel@sissaude.com.br. (51) 2160-6581