.
 
 
28/07: Dia Mundial de Luta contra Hepatites Virais
 
+ Saúde
 
     
   

Tamanho da fonte:


25/07/2013

28/07: Dia Mundial de Luta contra Hepatites Virais

Medidas simples ajudam na prevenção da doença que atinge mais de 30 mil brasileiros por ano

Considerada um grave problema de saúde pública no Brasil e no mundo, a hepatite é a inflamação do fígado e pode ser causada por vírus, consumo de álcool e drogas, uso de alguns tipos de remédios, além de doenças autoimunes, metabólicas e genéticas.

Existem cinco tipos de vírus causadores da hepatite: A, B, C, D e E. No Brasil, porém, os casos mais comuns são os tipos causados pelo vírus A, B e C. Os tipos D e E são mais frequentes no continente africano e asiático. No Brasil, podem ser registrados nas regiões norte e nordeste, devido a falta de saneamento básico em alguns locais.

As hepatites virais tem como sintomas mais frequentes o cansaço, tontura, enjoo, febre, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras. Os sintomas, no entanto, muitas vezes não são facilmente identificados, dificultando o diagnóstico da doença, que é confirmada por meio de exames de sangue específicos.

“A incidência da hepatite ainda é grande no Brasil e o grande problema é que seus sintomas não são tão facilmente identificados”, destaca Cátia Rejania Ribeiro de Melo, coordenadora do Núcleo de Gastroenterologia do Hospital Samaritano de São Paulo.

A hepatite tipo A é transmitida por meio da ingestão de alimentos contaminados com fezes infectadas pelo vírus. O tipo B é transmitido por meio de contato com sangue de uma pessoa que tenha a doença, relação sexual sem uso de preservativo ou de mãe para filho, por meio do cordão umbilical. O tipo C é transmitido somente por meio do sangue contaminado com o vírus.

Algumas atitudes simples, porém, podem ajudar na prevenção da doença. Manter as mãos sempre limpas e higienizadas previnem a hepatite A. Já a hepatite B e C podem ser evitadas com o uso de preservativos durante as relações sexuais, além de evitar o compartilhamento de seringas e contato com sangue. “A hepatite B é a única que tem uma vacina de prevenção, criada em 1982 e, de acordo com a Organização Mundial da Saúde, é eficaz em 95% dos casos. Mais de um bilhão de doses da vacina já foram utilizadas em todo o mundo”, afirma a especialista.

Números

Levantamento realizado pelo Ministério da Saúde indica que 33 mil novos casos de hepatites virais são registrados no País. O maior número de infecções entre 1999 e 2011 é de hepatite B, que atingiu 120 mil pessoas.

No mundo a hepatite C é a que mais acomete as pessoas, aproximadamente 3% da população mundial, 170 milhões de pessoas, são portadores do tipo da doença. “A hepatite C é considerada a principal causa de transplante de fígado em países desenvolvidos e responsável por cerca de 60% das hepatopatias crônicas”, ressalta a coordenadora do Núcleo de Gastroenterologia do Hospital Samaritano de São Paulo. 


Autor: Redação
Fonte: CDN Comunicação Corporativa

Imprimir Enviar link

Solicite aqui um artigo ou algum assunto de seu interesse!

Confira Também as Últimas Notícias abaixo!

 
 
 
 
 
 
 
Facebook
 
     
 
 
 
 
 
Newsletter
 
     
 
Cadastre seu email.
 
 
 
 
Interatividade
 
     
 

                         

 
 
.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - R. Dr. Flores, 263 - Centro Porto Alegre - RS, 90020-120
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 3779.0602