.
 
 
Seminário Internacional Sesc de Envelhecimento reflete sobre o protagonismo da terceira idade
 
Saúde RS
 
     
   

Tamanho da fonte:


31/08/2017

Seminário Internacional Sesc de Envelhecimento reflete sobre o protagonismo da terceira idade

Evento reuniu especialistas, idosos e acadêmicos nesta quarta e quinta-feira (30 e 31/08), no Teatro Sesc Canoas

A velhice é uma fase de experimentar a vida, criar identidades e repensar sobre si mesmo. A afirmação é da pós-doutora em Antropologia pela Universidade da Califórnia Dra. Guita Grin Debert, uma das participantes do Seminário Internacional Sesc de Envelhecimento, que reuniu centenas de pessoas no Sesc Canoas, nesta quarta e quinta-feira (30 e 31/08). Segundo ela, os conceitos de Gerontologia evoluíram muito ao longo dos anos, valorizando a fase madura da vida. “A ideia era que a velhice é época de perdas. Perdas de vitalidade, de saúde, de função social. Hoje, a gerontologia fala nos ganhos que a maturidade traz”.

Os dois dias de mesas de debate, palestra, exposições de trabalhos, exibição de filmes e até peça teatral reforçaram a reflexão sobre o protagonismo do idoso moderno. E, a temática “Cinema, Mídias e Envelhecimento” perpassou todo o encontro identificando o idoso como um verdadeiro e ativo agente funcional no seu dia a dia. O alemão Michael Doh, doutor em Gerontologia, pela Universidade Heidelberg (Alemanha) apresentou suas pesquisas na área e também salientou a importância da presença dos maiores de 60 anos em suas comunidades e o papel transformador e determinante que podem exercer. O vídeo completo da palestra pode ser conferido em www.youtube.com/SescRs.

Como exemplo prático das discussões do seminário, senhoras entre 60 e 80 anos dançaram, interpretaram e comprovaram a força e vitalidade que a terceira idade pode ter. Apresentando a peça teatral “Viagens”, desenvolvida em oficina do grupo Maturidade Ativa do próprio Sesc Canoas, as idosas puderam demonstrar na prática, o que tanto se debateu ao longo do evento. “É para mostrar também que a vovozinha não é mais aquela que fica só fazendo tricô sentada em frente à televisão. Nós ainda estamos ativas, acompanhando tudo a nossa volta”, declarou uma das atrizes, Beatriz Melo Schuster, de 63 anos.

Entre tantas atividades que o grupo da maturidade do Sesc/RS promove, a oficina teatral é a que mais atrai Beatriz, porque possibilita que o idoso seja protagonista, pois “hoje a dificuldade é o idoso estar nas mídias, nos meios de comunicação”. A vivência artística também permite à atriz uma renovação de vida, de horizontes. “O teatro trouxe para todas nós a experiência de nos redescobrirmos, reconhecermos que nos algemamos a padrões sociais, mas podemos desconstruir isso. Sabermos que nós somos ainda mulheres”, diz ela orgulhosa.

Esta visão positiva da idade madura que se comprova na fala dos próprios idosos, se reflete também no mercado, nas opções criadas na sociedade. “Vemos uma grande proliferação de instituições que promovem ações de lazer para a terceira idade. Quando comparo com outros países, percebo que o Brasil evoluiu neste sentido e o Sesc contribuiu muito para isso”, acrescenta Guita Grin Debert, referindo-se ao Programa Sesc Maturidade Ativa que abrange diversos municípios gaúchos.

O Seminário Internacional Sesc de Envelhecimento teve também espaço para um valioso encontro entre jovens e idosos. O debate “O que os jovens aprenderam sobre envelhecimento com as mídias” aconteceu no primeiro dia do evento e aproximou as gerações no entendimento de questões muito importantes como a valorização do conhecimento e os bons exemplos que os mais velhos podem transmitir à juventude. Para mais informações sobre as atividades realizadas pelo Sesc/RS na área da educação e do envelhecimento saudável acesse site www.sesc-rs.com.br/educacao.

Sobre o Sesc/RS – Com sete décadas de atuação no Brasil e no Rio Grande do Sul, a Instituição pertencente ao Sistema Fecomércio-RS realiza ações em 100% dos municípios gaúchos, promovendo o bem-estar social de trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo e de toda a comunidade. Todas as 497 cidades gaúchas recebem atividades sistemáticas em áreas como a saúde, esporte, lazer, cultura, cidadania, turismo e educação. Atualmente, a estrutura da Instituição conta com 43 Unidades Operacionais Sesc e 20 Unidades Sesc/Senac. Saiba mais em www.sesc-rs.com.br.  


Autor: Niágara Braga
Fonte: Assessoria de comunicação e marketing SESC/RS
Autor da Foto: BBC Fotografias

Imprimir Enviar link

Solicite aqui um artigo ou algum assunto de seu interesse!

Confira Também as Últimas Notícias abaixo!

 
 
 
 
 
 
 
Facebook
 
     
 
 
 
 
 
Newsletter
 
     
 
Cadastre seu email.
 
 
 
 
Interatividade
 
     
 

                         

 
 
.

SIS.SAÚDE - Sistema de Informação em Saúde - Brasil - R. Dr. Flores, 263 - Centro Porto Alegre - RS, 90020-120
O SIS.Saúde tem o propósito de prestar informações em saúde, não é um hospital ou clínica.
Não atendemos pacientes e não fornecemos tratamentos.
Administração do site e-mail: contato@sissaude.com.br. (51) 3779.0602